7.20 - Heróis para subir o MMR

7.20 - Heróis para subir o MMR

 

Uma das coisas que mais move o cenário competitivo são os grandes patchs de balanço, além de buffs específicos para determinados heróis, as mudanças nas mecânicas a cada patch costumam fortalecer determinados estilos de jogo.

Apesar de ainda estar cedo para falarmos em resultados concretos, alguns heróis parecem definitivamente ter se dado melhor com o novo patch. Lembremos, contudo, que além da atualização 7.20b, devemos ver mais atualizações menores neste final de ano, para equilibrar as coisas de acordo com as estatísticas de vitória de cada personagem.

Dito isso, vamos a lista de heróis que podem definir o novo meta:

meepo.png

Meepo - Ainda mais difícil de matar

Já com 60% de índice de vitórias de acordo com estatísticas do site DotaBuff, Meepo teve algumas pequenas mas significativas mudanças. Sua velocidade de movimentação levemente aumentada, de 310 para 320. Sua habilidade Geostrike foi substituida por Ransack. Cada ataque da nova habilidade rouba 8/12/16/20 de vida de heróis adversários e 4/6/8/10 de creeps, curando todos os Meepos no processo, independente da distância que estejam do alvo.

Ná pratica, o herói que já podia criar um certo incomodo em teamfights torna-se mais difícil ainda de matar. Apesar do dano ser menor, sua sobrevivência tornou muito maior. Um Meepo prestes a morrer pode receber um grande burst de cura desta habilidade.

Para compensar isso, a Valve reduziu a velocidade de snowball do personagem, cortando em 50% a experiência recebida por clones do Meepo principal. Ainda assim, o herói parece estar vindo com tudo para dominar o patch.

gondar.jpg

Bonty Hunter - Roubando toda sua grana

Personagem que já transitou por quase todas as funções do jogo, de Carry a offlane solo, roamer e suporte, nosso querido Bounty Hunter andava um pouco esquecido nos últimos tempos. Não que o herói alguma vez tenha sido ruim, visto que o ouro de recompensa de sua habilidade ultimate podia virar jogos em uma única TF ou aumentar ainda mais o efeito bola de neve para um time que já estivesse ganhando, mas neste patch ele recebe uma nova mecânica que deve atrapalhar muito, principalmente a vida dos suportes.

Além de ter tido sua força básica e ganho de força aumentados, as habilidades do herói sofreram grandes alterações. Shadow Walk, por exemplo, não dá mais dano extra ao realizar um ataque, mas aplica 14/20/26/32% de slow no herói atingido por 4 segundos.

Track, apesar de dar bonus de velocidade apenas para o seu herói, passa a causar com que todos seus ataques dêem críticos de 1.4/1.6/1.8x em heróis que estejam sendo afetados pela habilidade, além de não quebrar mais a invisibilidade do BH quando utilizada.

Parece já muito bom para caçar pelo mapa… Mas a cereja do bolo certamente fica com a nova Jinada. Com 12/9/6/3 segundos de recarga, a habilidade garante +80/110/140/170 de dano bonus e rouba 12/18/24/30 de ouro unreliable (aquele que você perde ao morrer) de heróis adversários. Some a isso o talento de lvl 20, que da mais 90 de roubo de ouro para a habilidade e você tem um roamer invisível, roubando 120 de ouro de um adversário por hit, a cada três segundos. Pense em todo aquele gold que você estava guardando para seu Aghanim… era melhor ter investido em sentinelas.

ogre.jpg

Ogre Magi - Etheral Blade e Dagon no time todo

Com muita armadura, HP e alto potencial de lane, o personagem já vinha ganhando destaque nos últimos meses na mão de pessoas como Eternal Envy e no 7.20 recebe ainda mais um buff. Apesar de Multicast não garantir melhorias passivas a habilidades básicas do personagem (ainda multiplicam o número de vezes que a habilidade é usada), a skill agora afeta também itens ofensivos utilizados no combate, ou seja, uma Vyse, uma Dagon e mesmo uma Mão de Midas podem ser afetadas pelo multicast, inflingindo grandes dano.

Apesar disso, com este multicast em itens, resta saber como funcionará a mecânica com a Lotus Orb. Uma vyse jogada sobre um adversário pode ser refletida pela lotus de uma terceira pessoa e acabar tendo o efeito contrário do desejado.

slark.jpeg

Slark - Roubando sua agilidade

Outro dos heróis que vinha sendo ignorado pelo grande público mas já figura na lista de melhores índices de vitória do DotaBuff, com 58%, Slark recebeu uma grande melhoria em seu set de habilidades.

Seu ultimate ficou mais longo, aumentando a sobrevivência do personagem. Seu pounce passou a inflingir o estado de acorrentado, bloqueando não somente a movimentação mas também habilidades de escape de personagens e pergaminhos de teletransporte. A única coisa que move heróis neste estado é a Force Staff, então se for enfrentar um Slark, já sabe. Por último, qualquer heroi que o Slark mate enquanto esteja roubando sua essência tem 1 ponto de agilidade roubado.

O negócio ficou tão forte que logo no patch 7.20b já foi nerfado. Na atualização original, o personagem que morresse com o debuff essence shift já tinha sua habilidade roubada (independente de quem o matasse). Agora é preciso que o próprio Slark seja seu algoz.

magina2.jpg

Anti-Mage - Afk farm? Nunca mais

O carry que já dominou diversos patchs mas que estava na sarjeta, devido a mudanças no ritmo de jogo, ganha uma nova vida. Se antes o personagem precisava passar 20~25 minutos afk farmando, sem poder colaborar com o time, agora ele recebe melhorias em suas habilidades básicas para poder colaborar logo no começo do jogo.

A habilidade Spell Shield foi substituída por Counterspell, que além de garantir passivamente 15/25/35/45% de resistência mágica, ainda pode ser ativada, criando um escudo que bloqueia reflete habilidades utilizadas no personagem, ou seja, uma lotus orb melhorada embutida.

Com tempo de recarga de 15/11/7/3 e custo de mana de somente 40, a habilidade aumenta drasticamente a sobrevivência do personagem já nos primeiros minutos de jogo e livra um espaço de inventário, que costumava ser utilizado para Cetro de Aghanim (que inclusíve foi removido do arsenal do herói).

Podemos esperar muitas equipes voltando a utilizar Magina, e um estilo de jogo possívelmente bem diferente do que acontecia nos patchs passados.

troll.jpg

Troll Warlord - Não morre mais

Outro dos personagens que sofreu grandes mudanças, Troll perdeu algumas de suas características básicas, mas foi para melhor. Seu bash passívo foi substituído por ensnare (efeito root), que trava o personagem no lugar. A chance de ativação da habilidade foi aumentada de 10% para 10/12/14/16% e a não restrissão de itens como Basher e Abyssal Blade foi removída.

A mudança já seria uma grande vitória, mas além disso, o personagem recebeu um aumento em seu dano básico e uma habilidade ultimate completamente remodelada. Ao ativa-la, Troll Warlord entra em um transe incontrolável, atacando o alvo mais próxmo em uma área de 900. Durante este tempo ele não pode ser afetado pro slow e não pode morrer. Recebe +140/170/200 de velocidade de ataque, +30/35/40% de velocidade de movimento e +40/60/80% de roubo de vida, por 6.5 segundos. A habilidade tem um tempo de recarga de 90 segundos. Ou seja: ative e bata no que estiver na frente.

Apesar disso, o personagem amarga com apenas 45% de vitórias. Parte do motivo deve ser a síndrome de imortal que afeta os jogadores ao ler o patch e achar que vão sair matando tudo e todos, mas, se bem utilizada, a habilidade pode certamente virar team fights perdidas, ainda mais se o herói for pareado com suportes que ofereçam boas habilidade de controle.

omni.jpg

OmniKnight - A Omnisciencia nunca esteve tão forte

Personagem que figurou por muitos anos na lista de maiores índices de vitória - e um curto período no limbo - nosso Omni parece estar voltando as graças do Ice Frog. Apesar de não ter ganho nenhuma habilidade significativa de ataque como outros personagens, o rework defensivo em seu kit deve fazer dele um grande guardião para os times.

Curar aliados que estejam imunes a mágia deixa de ser um problema, visto que Purification passa a ignorar imunidade mágica. Além disso, Repel foi substituída por Heavenly Grace, um dispell forte que aumenta a regeneração de vida em 8/12/16/20, conefere resistência a status de 50/60/70/80% e dura 8 segundos, com tempo de recarga de 17/16/15/14 segundos, podendo ser diminuído ainda mais pelo talento de lvl 25, que da -8 segundos de tempo de recarga, ou seja, 6 segundos.

Por fim, Guardian Angel teve sua área de efeito literalmente dobrada, de 600 para 1200 e seu tempo de recarga reduzido de 180/170/160 para 160/150/140. No nível 1 ela já está do melhor que no nível 3 dos patchs passados.

Quem estava acompanhando a classificatória brasileira para a WESG já pode acompanhar o trabalho que é para matar o personagem. Com resistência a status, todos os efeitos lançados duram infinitamente menos, inclusive Hex, Stun e Silence. Com todo esse potêncial defensivo em seu kit, OmniKnight deve se tornar um pick altamente contestado.

E você o que achou?

Concorda, discorda? Sentiu falta de algum herói na lista? Cmmomente suas impressões e acompanhamos juntos o desenvolvimento deste novo meta!

WESG - O Campeonato mundial de Dota 2

WESG - O Campeonato mundial de Dota 2

paiN X libera todos seus jogadores

paiN X libera todos seus jogadores