Artifact: Aprenda a vencer

Artifact: Aprenda a vencer

 

Desde o lançamento de Artifact, o card game que promete mudar Dota 2, muitas pessoas reclamaram do jogo por conta da dificuldade. De fato, em termos de complexidade, o número de mecânicas exclusivas faz com que este seja provavelmente o Card Game mais difícil já desenvolvido.

Para facilitar a sua vida, escrevemos este tutorial básico, explicando algumas das mecânicas mais importantes presentes no jogo, e dando algumas dicas para facilitar a sua vitória.

Um baralho para três tabuleiros

Cada segmento é um tabuleiro individual

Cada segmento é um tabuleiro individual

Vamos começar do básico. Diferente de jogos de cartas convêncionais, Artifact se desenvolve não em um, mas sim em três tabuleiros. Todos estes tabuleiros são interconectados e podem produzir eventos nos tabuleiros subsequentes.

Para jogar, cada jogador deve montar um deck com 5 heróis (número máximo permitido) e pelo menos 35 cartas, num total de 40. Não existe limite superior para o número de cartas. Este deck será utilizado em todos os tabuleiros.

Dentre as cartas, temos 5 tipos:

  • Heróis - personagens heróicos do lore de Dota 2, são mais fortes que criaturas normais e possuem uma variedade de habilidades, passivas ou ativas, que podem influenciar o tabuleiro. Todo deck deve ser montado em cima da escolha dos heróis.

  • Criaturas - personagens menores que você pode utilizar para vencer no combate. Muitos deles tem efeitos secundários que podem ajudar as criaturas presentes naquela trilha.

  • Melhorias - cartas de melhoria para cada trilha, são efeitos que quando colocados em jogo passam a conceder benefícios em uma rota específica, podendo aumentar seu ganho de ouro, sua defesa ou até mesmo danificar as estruturas inimigas a cada turno.

  • Feitiços - cartas de efeito instantâneo com uma diversidade de usos. Podem dar dano em adversários, destruir criaturas adversárias, fortalecer criaturas do seu time e até mesmo enviar um herói para outra trilha.

  • Items - cartas de melhoria para cada herói, como itens consumiveis (pergaminhos de teletransporte, poções de cura) e equipamentos. Cada herói tem três slots, um para armas, um para armadura e um para acessórios. Cada equipamento ocupará um determinado slot do personagem lhe garantindo mais ataque, defesa, vida ou até novos efeitos secundários. Cada personagem só pode ter um equipamento em cada slot, e substituir estes equipamentos fará com que sejam destruidos naquela partida.

Como jogar Artifact?

Cada partida deste jogo se desenvolverá em três trilhas (tabuleiros individuais conectados), no começo da partida, três heróis - os primeiros que você escolheu para seu deck - serão alocados, um em cada trilha. Os heróis subsequentes entrarão em jogo um no segundo, um no terceiro turno e poderão ser enviados para qualquer tabuleiro. Heróis abatidos na trilha ficarão um turno fora de ação antes de poderem ser alocados novamente.

Cinco cartas dentre criaturas, melhorias e feitiços serão entregues aleatóriamente ao começo de cada partida, e mais duas serão entregues a cada turno. As cartas iniciais não podem ser re-selecionadas, portanto planeje seu deck com cuidado. Cartas de itens serão alocadas em um baralho separado, e poderão ser compradas com ouro - recompensa por abates de criaturas e heróis adversários - ao final de cada turno.

Cada trilha então começará com uma torre com 40 de vida, um herói, e um número aleatório de criaturas, dentre zero e duas. Para jogar suas cartas, cada jogador deverá gastar o número de pontos de mana indicados nas cartas. Cada um começa com três de mana, e receberá um ponto a mais para cada turno subsequente. Estes pontos são uma contagem individual de cada trilha e recarregam a cada turno.

Para utilizar qualquer carta, o jogador deverá ter ao menos um herói que compartilhe a cor da carta naquela trilha, ou seja, se seu personagem tiver sido abatido e não houver nenhum outro herói naquele tabuleiro, você não poderá utilizar nenhuma carta ali. Se tiver apenas heróis da cor verde, também não poderá jogar nenhuma carta vermelha, azul ou preta.

O objetivo de cada jogador é destruir duas torres, ou uma torre e o ancião adversário, que entra em jogo com 80 de vida, no lugar da primeira torre que for destruida. Todas as criaturas no tabuleiro atacarão automaticamente se estiverem hábeis ao fim de cada turno na trilha. Um X vermelho sobre uma criatura ou herói indica que esta será abatida no combate.

Para atacar uma torre, o herói ou criatura deve ter seu caminho desobstruído, ou seja, nenhuma carta de criatura adversária diretamente a sua frente, ou com efeito de provocação (atraíndo o ataque).

Estratégias básicas de Artifact

Falar sobre todas as estratégias possíveis em um jogo como Artifact é uma tarefa sobre-humana, mas algumas dicas simples podem lhe ajudar bastante.

Não tente ganhar nos três tabuleiros - Por se tratar de um jogo dividido em três partidas simultaneas, muitos jogadores acreditam que devem vencer e dominar nos três lugares. Ao faze-lo, contudo, o jogador divide suas forças e dificilmente obeterá vantagem em qualquer rota.

Pense comigo, se o jogo te dá a possibilidade de ganhar vencendo somente duas trilhas, ou mesmo uma única (derrotando a torre e o ancião), analise já nos primeiros turnos em qual rotas você terá mais facilidade de atingir seu objetivo e foque seu esforço real em duas ou mesmo uma única rota, mas cuidado!

Não abandone nenhuma trilha - Se o caminho para a vitória é saber focar seus esforços, o caminho para a derrota é abandonar qualquer trilha. Faça as contas, se você larga uma trilha sem nenhum herói para se focar exclusívamente em duas outras, seu adversário acaba de ganhar uma torre de graça, e também poderá se focar nestas outras duas. Abandonando uma rota você estará apenas entregando uma torre de graça para seu adversário, que só terá o trabalho de vencer mais uma.

Mantenha o foco em suas linhas principais mas faça o possível para atrasar o progresso de seu adversário na rota que você escolher não atacar. Mantenha sempre um herói na trilha e abata as criaturas adversárias conforme possível para prejudicá-lo.

Saiba quando mudar de trilha - Suponhamos que você já havia escolhido uma rota para atrasar o adversário, que frustrado com a defesa, resolve também abdicar daquela rota e focar nas mesmas duas que você estava trabalhando. Isso significa que aquela trilha, por ele abandonada, acaba de se tornar um lugar fácil para ser conquistado. Se ver que existe um ponto fácil, mova suas tropas de acordo e mude seu objetivo.

Dito isso, fique sempre atento para suas defesas, se você nesta mudança for perder outro tabuleiro, calcule se a troca é benéfica ou não. Veja o poder de ataque do adversário e se ele tem chances de abater seu ancião em poucos turnos, se existir a chance, mantenha sua defesa alocada para não perder pelo ancião.

Saiba quando focar o trono - As regras são claras, duas torres ou o ancião. Nem sempre você conseguirá fazer frente a um bom adversário em multiplas rotas, mas o fato de que você pode ganhar através de um único tabuleiro significa que focar sua estratégia em um único tabuleiro pode ser uma saída viável.

O ponto a ser levado em consideração é que o ancião tem o dobro de vida de uma única torre. Ou seja: para abater duas torres você deve causar 80 pontos de dano em estruturas. Para abater o ancião são 120 (40 da torre, 80 do ancião). Ao normal, destruir duas torres será sempre matematicamente mais rápido, mas se você conseguir atrasar o avanço do adversário nestas duas rotas e obter uma grande vantagem numérica em uma única, o ataque ao ancião torna-se uma estratégia interessante e pode garantir grandes viradas.

Estude as habilidades de cada herói - Mais do que criaturas mais fortes, cada herói possui habilidades e cartas de feitíços que podem virar as batalhas em uma rota. Heróis como Earth Shaker podem atordoar criaturas adversárias e sua carta específica - Echo Slam - causa 1 ponto de dano a nas criaturas inimigas para cada criatura adversária presente naquele tabuleiro, bem utilizada, a carta pode limpar uma trilha perdida.

artifact cards

Outros heróis recébem bônus por uma determinada sequência de eventos. Storm Spirit, por exemplo, ganha mais dois de ataque por cada carta preta que você utilize neste turno, em qualquer tabuleiro! Some esta habilidade a sua carta específica - Ball Lightning - que permite a um herói preto se mover dentre os tabuleiros e você poderá facilmente alocar o Storm em uma poisção não defendida do tabuleiro adversário, com um grande bonus de dano.

Fique de olho na iniciativa - A ordem dos turnos é determinada pela iniciativa, indicada no canto superior esquerdo do jogo. Ganha a iniciativa o primeiro jogador a mandar encerrar o turno no tabuleiro anterior. Se você precisa garantir que terá a iniciativa no próximo tabuleiro, convém encerrar seu turno antes para garantir a primeira ação em sequência.

A atitude é extremamente importante caso um herói adversário possa ser abatido por uma carta de feitiço. Fique com a iniciativa e mate o herói inimigo antes que seu adversário possa cura-lo ou faze-lo voltar para a mão.

Fique de olho no tabuleiro - A qualquer momento você pode clicar duas vezes no tabuleiro que está para ter uma visão geral de suas outras trilhas. Planeje seu jogo de acordo com as três, uma visão em túnel pode te prejudicar fazendo você esquecer de elementos importantes dos outros tabuleiros.


Estas foram algumas das dicas que podemos dar aos iniciantes deste complexo jogo de cartas. Em outras semanas expandiremos mais o assunto falando sobre alguns decks padrões e composições. Como qualquer jogo de cartas, determinadas combinações serão mais fortes e mais eficientes do que outras. Ainda assim, o controle da vitória está no uso que você da a estas cartas e uma boa estratégia pode compensar um baralho mais fraco.

Para ficar por dentro de tudo que rola em Artifact e Dota 2, acompanhe o MidLane pelo Facebook e Twitter!

paiN é acusada de explorar jogadores

paiN é acusada de explorar jogadores

Call to Arms: A história que vai mudar o Dota

Call to Arms: A história que vai mudar o Dota