Quais as equipes mais fortes?

Quais as equipes mais fortes?

 

Quando falamos sobre equipes de eSports, o termo Tier costuma aparecer com frequência na hora de colocar as equipes em algum patamar. Tier 1, 2, 3… (ou 1o, 2o, 3o escalão), são os agrupamento utilizada para estabelecer a hierarquia de forças dentre as equipes na cena.

Para ser considerada uma equipe de alto Tier, não basta uma vitória em uma competição, é preciso obter uma constância de bons resultados ao longo de um período de tempo. Mais do que vencer, é saber manter-se no topo.

Ainda assim, mesmo com uma relativa segurança de parâmetros, se pegarmos os maiores conhecedores da cena, muito se discutirá sobre quais equipes de fato pertecem a uma determinada camada. Neste texto, falaremos um pouco sobre aquelas que consideramos as equipes mais fortes de cada categoria. Nem toda equipe estará descrita aqui, e se você não concordar com alguma escolha ou omissão, sinta-se livre para comentar!

Tier 1 - As equipes dominantes

team liquid 2017

Team Liquid - Campeçoes do TI 2017 e possívelmente a equipe mais estável que já tivemos na cena, o time europeu capitaneado por KuroKy figura constantemente no topo das colocações de todos os campeonatos em que toma parte. Além do lendário capitão, o time conta ainda com estrelas como Miracle-, MATUMBAMAN, GH e MinD_ContRoL, jogadores que também figuram dentre os melhores dos melhores em suas respectivas posições.

Podemos dizer que 2018 foi um ano “desapontante”, tendo ficado somente com o primeiro lugar no Super Major, mas apenas uma 4a colocação no TI 2018. Ainda assim, com performances estáveis como estas, a Team Liquid prova porque mé uma das equipes mais temidas do cenário, e com justa razão.

Team Secret - Se falamos de capitães de renome, não podemos esquecer de outra figura lendária que montou seu próprio time. Nas mãos de Puppey, a formação da Secret já mudou diversas vezes, mas sempre continua figurando no topo, como uma das equipes favoritas para qualquer campeonato.

De fato, apesar de várias conquistas, a equipe ainda não conseguiu registrar seu nome na Aegis, mas a insistência do time e o olho de seu capitão para escolher talentos continua formidável e promete dar trabalho em 2019.

Virtus.Pro - Os russos da VP são outra das equipes que figuram na lista de melhores times já faz uns bons anos. A equipe tem uma formação estável, contando com os mesmos jogadores desde 2016. Entretanto, após uma temporada decepcionante em 2017 e conflitos internos, a entrada de RodjER no lugar de Lil deu um novo sopro de vida na equipe, com performances de encantar os olhos.

Apesar de terem ganho diversos Majors e serem os constantes favoritos em todas as competições que participam, a equipe costuma tropeçar quando chega o The International. Mesmo não tendo ganho ainda a maior competição de Dota, seu estilo agressívo de jogo e sua habilidade de atropelar sem piedade outras equipes Tier 1 os coloca facilmente entre os melhores times do Mundo.

PSG.LGD - Os gigantes chineses são uma das equipes mais respeitadas do cenário internacional, prova disso foi a fusão da equipe com o gigante do futebol francês, o PSG.

Se pensarmos, desde o primeiro TI temos uma tradição de ter pelo menos uma equipe Chinesa entre os melhores colocados de cada evento, e em 2018 não foi diferente. A equipe liderada pelo veterano FY foi dominante durante todo o ano e chegou com força ao TI 2018, eliminando favoritas como Team Liquid, Evil Geniuses e Virtus.Pro, mas acabou perdendo a final de virada para a OG por 3-2 em uma das mais emocionantes séries de Dota 2.

Tier 2 - Equipes desafiantes ou com alterações

OG 2018

OG - Para uma equipe que recém venceu o TI 2018, pode ser estranho ver a OG colocada como Tier 2, mas devemos lembrar: estabilidade é o principal fator. Mesmo tendo vencido a principal competição do cenário, a equipe de N0tail passou por várias mudanças recentes e não parece estar em pé de igualdade com as outras gigantes.

Se por um lado a saída de nomes como Fly e S4 e Resolut1ion deu espaço para 7ckngMad, Topson e Ana mostrarem seu talento no TI, a saída de Ana após a competição deixou um vazio que ainda não parece preenchido. Desde a entrada de Pajkatt a equipe parece ainda não ter encontrado seu ritmo, e tem sofrido mesmo contra equipes menores durante as qualificatórias.

Evil Geniuses - Outra das equipes que já foi uma das mais dominantes do cenário, tendo vencido o TI 2016 e ficado com o terceiro lugar da competição neste ano, sendo eliminados pela PSG.LGD.

A equipe liderada por Fly é talvez a mais estável deste grupo, mas apesar dos bons resultados no TI e do inegável talento individual de jogadores como Sumail e Arteezy, ela ainda não chega a ficar em pé de igualdade contra times como VP e Secret. Quem sabe com alguns meses e conquistas a mais essa formação venha a ser temida como a versão capitaneada por PPD.

paiN Gaming - Dentre as equipes de Tier 2, nossa paiN é possivelmente a menos indicada para figurar neste grupo. Apesar de dominar a região sul-americana, e conseguir várias vitórias sobre times de maior gabarito e algumas séries fenomenais, a equipe liderada por Misery ainda enfrenta problemas para bater o pé no chão, muitas vezes entregando partidas que estavam ganhas, para o desespero dos fãs.

Apesar desta alta instabilidade para uma equipe Tier 2, o talento de W33, Misery, hFn, Tavo e Kingrd é inegável. Resta saber se eles vão conseguir encontrar seu caminho para os títulos internacionais ou continuarão sendo uma equipe que se classifica para tudo sem ganhar nada.

Tier 3 - Equipes instaveis ou novas promessas

Alliance 2013

Alliance - Depois de conquistar o The International no ano de 2013, vencendo o El Clasico contra a lendária Na’Vi e popularizando o r[A]t doto, a equipe parece ter entrado em uma maré de derrotas da qual levou anos para se recuperar.

Após 5 anos no comando da equipe, o capitão Loda resolveu se aposentar da posição de jogador e cuidar mais do lado comercial da equipe, investindo em um time de talentos da cena europeia. Com esta nova formação liderada por iNSaNiA, o time tem aos poucos reconquistado seu espaço no cenário europeu, obtendo neste final de ano uma ótima classificação para o Chongqing Major. Será que veremos a volta da grande Alliance?

Team Aster - Dentre as equipes novas, algumas já despontam na cena como times para se ficar de olho. No cenário Asiático, a Aster, formada em setembro por grandes nomes como Sylar e Fenrir já está mostrando trabalho, conquistando o primeiro lugar da qualificatória asiática para o Chongqing Major, ficando na frente de equipes como VG e LGD.

J.Storm - Após uma boa temporada sobre a bandeira VG, como VGJ.Storm, a equipe perdeu todos seus jogadores após o TI 2018, mas tratou logo de buscar no mercado nomes de talento como Forev e March, dois dos grandes nomes da antiga MVP.Phoenix. Com esta nova formação, a equipe já garantiu uma vaga para o Chongqing Major, vencendo as qualificatórias norte-americanas, superando inclusive a grande Evil Geniuses.

Forward Gaming - Ao final do The International 2018, quatro dos jogadores da VGJ.Storm sairam da organização para formar sua própria equipe, a FWD. Já em sua primeira competição sobre este novo nome, o time que conta com nomes como Universe e Resolut1ion tratou de conseguir uma vaga para o Chongqing Major, terminando em segundo lugar as qualificatórias norte-americanas, vencendo a final de terceiro lugar contra a EG.

No Pangolier - Equipe formada no mês de outubro com veteranos da cena CIS como CemaTheSlayer e Ghosti, a NoPangolier surpreendeu ao vencer a Virtus.Pro na final das qualificatórias para o próximo major. Apesar da vitória, a cena CIS não anda muito bem das pernas e a equipe terá que se provar no cenário internacional antes de poder ser considerada uma equipe de peso.


É complicado categorizar as equipe, são uma inifnidade de cenários que mudam a cada semana. Mesmo uma alteração de patch pode ser o suficiente para transformar uma equipe dominante em um time inferior.

Além disso, é igualmente complicado deixar de fora outros nomes como NiP, compLexity e Na’Vi, mas devemos traçar a linha em algum ponto para não acabarmos falando sobre todos os timesmmm da cena. Mesmo assim, temos certeza que todas as equipes aqui descritas fizeram por merecer seu lugar no cenário atual, que talvez seja o mais equilibrado já que já tivemos.

Concorda? Discorda? Deixe seu comentário abaixo e siga o MidLane no Facebook e no Twitter para ficar por dentro de tudo que rola na cena de Dota 2!m

Dota 101: O que é Power Spike

Dota 101: O que é Power Spike

Playmakers fica com a vaga para o Bucharest Minor

Playmakers fica com a vaga para o Bucharest Minor